A Instituição e Cobrança da Contribuição de Melhoria como Requisito Essencial da Responsabilidade na Gestão Fiscal: Uma Forma de Financiamento das Obras Públicas de Grande Vulto

Autores

  • Vitor Gonçalves Pinho

DOI:

https://doi.org/10.32586/rcda.v9i1.127

Palavras-chave:

Contribuição de melhoria. Gestão fiscal responsável. Lei de Responsabilidade Fiscal. Competência tributária. Equilíbrio das contas públicas. Copa do Mundo de 2014. Administração estadual.

Resumo

O presente artigo analisa a instituição e cobrança da contribuição de melhoria enquanto medida necessária ao exercício da gestão fiscal responsável, com base no art. 11 da Lei de Responsabilidade Fiscal. Foi efetuada pesquisa junto a material bibliográfico, normas e jurisprudência, abordando os aspectos legais, principiológicos e financistas que legitimam a arrecadação do tributo. Considerou-se que o Estado detentor da respectiva competência tributária não adota, a contento, a sistemática de cobrança da contribuição de melhoria, arcando sozinho com o ônus da obra realizada, afetando destarte o equilíbrio das contas públicas. Em face da atual efervescência de obras públicas de grande porte no Ceará, muitas das quais voltadas para a Copa do Mundo de 2014, propôs-se que a tese aqui defendida fosse aplicada pela Administração estadual, com vistas à recomposição do Tesouro Público.

Referências

ALEXANDRE, Ricardo. Direito tributário esquematizado. 4ª ed. Rio de Janeiro: Forense; São Paulo: Método, 2010.

BALEEIRO, Aliomar. Uma introdução à ciência das fi nanças. 15 ed. Rio de Janeiro: Forense, 1998.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília: Presidência da República, Casa Civil, 2011. Disponível em: Acesso em: 10 jan. 2011.

BRASIL. Decreto-Lei n. 195 de 24 de fevereiro de 1967. Dispõe sobre a cobrança da contribuição de melhoria. Brasília: Presidência da República, Casa Civil, 2011. Disponível em: < www.presidencia.gov.br/legislacao>.

Acesso em: 08 jan. 2011.

BRASIL. Lei Complementar n. 101, de 04 de maio de 2000. Estabelece normas de finanças públicas voltadas para a responsabilidade na gestão fiscal e dá outras providências. Brasília: Presidência da República, Casa Civil, 2011.

Disponível em: . Acesso em: 10 jan.2011.

BRASIL. Lei n. 5.172, de 25 de outubro de 1966. Dispõe sobre o sistema tributário nacional e institui normas gerais de direito tributário aplicáveis à União, estados e municípios. Brasília: Presidência da República, Casa Civil,

Disponível em: . Acesso em: 16 jan. 2011.

BRASIL. Superior Tribunal de Justiça. REsp 169.131/SP, Relator. Min. José Delgado, 1ª Turma. Brasília, julgado em 02.06.1998, Diário da Justiça 03 de ago. 1998.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. RE 114.069-1/SP, Relator. Min. Carlos Velloso, 2ª Turma. Brasília, julgado em 30.09.1994, Diário da Justiça, 02 de nov. 1994.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. RE 116.148/SP, Relator. Min. Octavio Gallotti, 1ª Turma. Brasília, julgado em 16.02.1993, Diário da Justiça 21 de mai. 1993.

CARNEIRO, Cáudio. Manual de direito tributário: teoria, jurisprudência e mais de 700 questões. 2ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2007.

COÊLHO, Sacha Calmon Navarro. Curso de direito tributário brasileiro. 9ª ed. Rio de Janeiro: Forense, 2008.

FIGUEIRÊDO, Carlos Maurício Cabral, Nóbrega, Marcos Antônio Rios da. Lei de Responsabilidade Fiscal: teoria, jurisprudência e questões. 5ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2007.

GIAMBIAGI, Fabio, ALÉM, Ana Cláudia. Finanças públicas: teoria e prática no Brasil. 3ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2008.

MACHADO, Hugo de Brito. Curso de direito tributário. 28ª ed. São Paulo: Malheiros, 2007.

MARTINS, Ives Gandra da Silva, NASCIMENTO, Carlos Valder do. (Coordenadores) Comentários à Lei de Responsabilidade Fiscal. 4ª ed. São Paulo: Saraiva, 2009.

NASCIMENTO, Edson Ronaldo. Finanças Públicas para concursos. 3ª ed. Rio de Janeiro: Editora Ferreira, 2009.

PASCOAL, Valdecir Fernandes. Direito fi nanceiro e controle externo: teoria, jurisprudência e 400 questões. 7ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

PESSÔA, Leonel Cesarino. O princípio do benefício como critério de justiça tributária: as diferentes interpretações. XV Congresso Nacional do Conselho Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Direito – CONPEDI, Manaus, p. 7, 2006. Disponível em: <http://www.conpedi.org.br/manaus/arquivos/anais/salvador/leonel_cesarino_pessoa .pdf>. Acesso em: 10 jan. 2011.

Publicado

2011-06-30

Como Citar

Pinho, V. G. (2011). A Instituição e Cobrança da Contribuição de Melhoria como Requisito Essencial da Responsabilidade na Gestão Fiscal: Uma Forma de Financiamento das Obras Públicas de Grande Vulto. Revista Controle - Doutrina E Artigos, 9(1), 301-316. https://doi.org/10.32586/rcda.v9i1.127

Edição

Seção

Artigos