Modelo de papel de trabalho para auditar a acessibilidade de prédios públicos a pessoas portadoras de deficiência

Autores

  • Gustavo Araújo de Morais Conselho Nacional de Justiça

DOI:

https://doi.org/10.32586/rcda.v18i1.574

Palavras-chave:

Papel de trabalho. Acessibilidade. Prédios públicos.

Resumo

O presente estudo tem como objetivo identificar quais disposições das normas de acessibilidade podem ser usadas como critérios de auditoria para a melhora da acessibilidade de escadas e elevadores de órgãos públicos por pessoas com deficiência. Para tanto, foram levantadas as principais disposições das normas de acessibilidade, a fim de construir listas de verificação de itens a serem analisados nos prédios. Os resultados encontrados demonstram que as listas de verificação construídas podem ser utilizadas como papéis de trabalho em uma auditoria, de modo que, após a sua utilização, é possível ao auditor identificar as principais falhas encontradas e fazer recomendações de como tornar o ambiente mais acessível. A presente pesquisa contribui no sentido de inserir o tema da acessibilidade no âmbito dos estudos relativos ao controle, visto que os estudos sobre acessibilidade no Brasil não estão associados à auditoria.

Biografia do Autor

Gustavo Araújo de Morais, Conselho Nacional de Justiça

Bacharel em Contabilidade pela Universidade do Estado da Bahia (Uneb), bacharel em Administração pela Universidade de Brasília (UnB) e mestrando em Contabilidade e Administração pela Fundação Instituto Capixaba de Pesquisas em Contabilidade, Economia e Finanças (Fucape). Analista Judiciário do Conselho Nacional de Justiça.

Referências

ABNT. ABNT NBR 16537: acessibilidade: sinalização tátil no piso: diretrizes para elaboração de projetos e instalação. Rio de Janeiro: ABNT, 2016.

ABNT. ABNT NBR 313: Elevadores de passageiros: requisitos de segurança para construção e instalação: requisitos particulares para a acessibilidade das pessoas, incluindo pessoas com deficiência. Rio de Janeiro: ABNT, 2007.

ABNT. ABNT NBR 9050: Acessibilidade a edificações, espaço, mobiliário e equipamentos urbanos. 3. ed. Rio de Janeiro: ABNT, 2015.

BARBOSA, L. F. S.; COSTA, H. G. Acessibilidade em prédios públicos: uma ótica de pessoas com deficiência para formulação de um modelo multicritério. In: CONGRESSO NACIONAL DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO, 9., 2013, Niterói. Anais […]. Niterói: [s. n.], 2013. p. 1-18.

BEZERRA, N. M.; SANTOS, C. S. A.; SILVA, C. B. A.; RAMOS, Z. J. C. Avaliação da acessibilidade em edificações de uso coletivo no Recife, PE. In: ENCONTRO NACIONAL DE TECNOLOGIA DO AMBIENTE CONSTRUÍDO, 11., 2006, Florianópolis. Anais […]. Florianópolis: [s. n.], 2006. p. 1070-1077.

BRASIL. Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Diário Oficial da União, Brasília, DF, 7 jul. 2015. Disponível em: https://bit.ly/392kLmP. Acesso em: 29 ago. 2018.

CAMBIAGHI, S. Desenho universal: métodos e técnicas para arquitetos e urbanistas. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2007.

ELY, V. B.; DISCHINGER, M.; BRANDÃO, M.; LUZ, G. Avaliação das condições de acessibilidade especial no Colégio de Aplicação da UFSC. In: ENCONTRO NACIONAL DE TECNOLOGIA DO AMBIENTE CONSTRUÍDO, 11., 2006, Florianópolis. Anais […]. Florianópolis: [s. n.], 2006. p. 2742-2751.

FERREIRA, M. A. G.; SANCHES, S. da P. Avaliação das adaptações realizadas na infraestrutura do campus da Ufscar segundo a percepção das pessoas portadores de deficiência física. In: ENCONTRO NACIONAL DE TECNOLOGIA DO AMBIENTE CONSTRUÍDO, 10., 2004, São Paulo. Anais […]. São Paulo: [s. n.], 2004. p. 1-11.

FROSCH, R.; NOVAES, C. C. Análise dos requisitos de acessibilidade em edifícios residenciais. In: ENCONTRO NACIONAL DE TECNOLOGIA DO AMBIENTE CONSTRUÍDO, 11., 2006, Florianópolis. Anais […]. Florianópolis: [s. n.], 2006. p. 1171-1180.

IBGE. Censo Demográfico 2010: características gerais da população, religião e pessoas com deficiência. Rio de Janeiro: IBGE, 2010. Disponível em: https://bit.ly/3174PfY. Acesso em: 6 out. 2018.

INTOSAI. ISSAI 100: princípios fundamentais de auditoria do setor público. Viena: Intosai, 2013.

KAUARK, F. S; MANHÃES, F. C; MEDEIROS, C.H. Metodologia da pesquisa: um guia prático. Itabuna: Via Litterarum, 2010.

LAKATOS, E. M; MARCONI, MA. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2003.

LANDIM, C. B. P. Avaliação da acessibilidade em edifícios públicos em Fortaleza. 2011. Dissertação (Mestrado em Arquitetura) – Universidade de Brasília, Brasília, DF, 2011. 191 p.

MENDES, A. B. Avaliação das condições de acessibilidade para pessoas com deficiência visual em edificações em Brasília: estudo de casos. 2009. Dissertação (Mestrado em Arquitetura) – Universidade de Brasília, Brasília, DF, 2009. 288 p.

SARDÁ, M.; VANZ, A.; PELISSARI, G. Avaliação das condições de acessibilidade de escolas estaduais de ensino básico em Blumenau, SC. In: ENCONTRO NACIONAL DE TECNOLOGIA DO AMBIENTE CONSTRUÍDO, 11., 2006, Florianópolis. Anais […]. Florianópolis: [s. n.], 2006. p. 1341-1347.

SIQUEIRA, F. C. V.; FACCHINI, L. A.; SILVEIRA, D. S. da; PICCINI, R. X.;

THUMÉ, E.; TOMASI, E.. Barreiras arquitetônicas a idosos e portadores de deficiência física: um estudo epidemiológico da estrutura física das unidades básicas de saúde em sete estados do Brasil. Ciência e Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 14, n. 1, p. 39-44, 2009.

ZEILMANN, S. M.; ELY, V. H. B. Avaliação da acessibilidade especial em uma agência bancária. Brasil – Maceió, AL. 2005. P.2193-2200. ENCONTRO NACIONAL SOBRE CONFORTO DO AMBIENTE CONSTRUÍDO, 8 p., 2005.

Publicado

2020-05-12

Como Citar

Araújo de Morais, G. (2020). Modelo de papel de trabalho para auditar a acessibilidade de prédios públicos a pessoas portadoras de deficiência. Revista Controle - Doutrina E Artigos, 18(1), 316-341. https://doi.org/10.32586/rcda.v18i1.574

Edição

Seção

Artigos